Delegados de países, OPAS e GAVI analizaram posibilidade de expandir a colaboração em imunizações na região

Representantes de Estados Membros, técnicos da Organização Pan-americana da Saúde (OPAS) encabeçados pela subdiretora Socorro Gross, reuniram-se com o doutor Guillermo Gonzáles, representante para os países em desenvolvimento das Américas do Conselho da Aliança GAVI (antes conhecida como ‘Global Alliance for Vaccines and Immunization’) e Alex Palacios, representante especial do Secretariado da GAVI.

Alex Palacios destacou os progressos que os países elegíveis têm conseguido nas Américas e destacou o interesse em expandir essa colaboração com a OPAS e os Estados Membros. A doutora Socorro Gross expressou a satisfação da OPAS frente ao êxito que os Estados Membros tiveram com auxílio da GAVI para fortalecer programas de imunização, tanto que se converteram nos primeiros países elegíveis pela Aliança para introduzir as vacinas do rotavírus e do pneumococo conjugado.


Representantes dos governos da Bolívia, Cuba, Haiti, Honduras e Nicarágua reconheceram o impacto do respaldo técnico da OPAS na implementação do apoio da GAVI na região, e convidaram a Aliança a continuar trabalhando com a OPAS para aproveitar sua experiência técnica.

No encontro, o doutor Guillermo Gonzáles reiterou seu compromisso com os Estados Membros como seu representante. Reconheceu o trabalho da ministra da Saúde da Bolívia, Nila Heredia, como a nova representante alternativa no Conselho de Representantes dos Países em Desenvolvimento da América e Europa na GAVI.

A OPAS se reune anualmente com a GAVI no âmbito da reunião do Conselho Diretor da organização. Isso tem levado à promoção de um diálogo aberto entre os Estados Membros e a Aliança GAVI.

 
As respostas estão fechadas, mas você pode trackback de seu próprio site.